5 Ações para colocar em prática em 2022 e manter a sua empresa crescendo

with Nenhum comentário

Você sabe o que é RPA? E qual a melhor estratégia de crédito para usar neste ano? Se você quer ter sucesso com o seu negócio, precisa aprender quais são as ações para colocar em prática em 2022 e manter a sua empresa crescendo. Afinal de contas, este ano será um período de desafios para empreendedores. Não tanto quanto 2020 e 2021, claro, mas ainda um período relativamente difícil.

Em teoria, o ano de 2022 será um ano de recuperação econômica, embora com desafios específicos, como uma alta inflação, grave redução do poder de compra dos consumidores e Taxa Selic em constante crescimento.

Se você conseguiu superar o corte de centenas de milhares de empresas na pandemia do novo coronavírus e sobreviveu ao difícil ano de 2021, terá de ter cuidado para não cair nas armadilhas de 2022 e ver o seu negócio naufragar depois de superar tantas adversidades. Afinal de contas, é justamente quando estamos mais relaxados que cometemos mais erros.

Quer saber quais são as principais ações para colocar em prática em 2022 e manter a sua empresa crescendo? Então siga a leitura do artigo abaixo com atenção!

5 ações para colocar em prática em 2022 e manter a sua empresa crescendo

1. Controle os seus custos com mão de ferro

Com a alta da inflação, é esperado que sua empresa encontre custos básicos como energia e matéria-prima disparados em relação a 2021. Isso quer dizer que o controle de gastos terá de ser mais rígido em relação a outros anos. Coloque na ponta do lápis todos os custos essenciais e não essenciais, e busque formas criativas de reduzi-los.

Por exemplo, instale luzes com sensores para reduzir o consumo indevido de energia elétrica, como o mau hábito de sair de um cômodo sem apagar as luzes. 

2. Segure os seus preços o máximo que puder

Com todos os adventos dos últimos anos, o poder de compra diminuiu drasticamente, o que quer dizer que as pessoas estão focadas em comprar somente o necessário ou o que não atrapalhe as contas mensais.

Para manter sua empresa dentro do mercado neste ano, busque segurar os preços praticados no ano anterior, até que haja uma melhora nos hábitos de consumo. 

Troque fornecedores, reduza custos e encontre soluções para que seus produtos consigam se manter no preço atual. Caso contrário, é provável que os concorrentes tenham grande vantagem em relação ao seu negócio neste ano de 2022.

3. Pegue crédito de maneira comedida e estratégica

Quando se fala em boa administração de empresa, é praxe que empréstimos e créditos devam ser usados de uma maneira estratégica para levar maior retorno aos seus negócios.

Porém, com o aumento da Selic, houve também o encarecimento do crédito, o que torna o retorno do investimento mais desafiador. Para 2022, recomenda-se maior planejamento e cautela, usando créditos somente quando estritamente necessário.

Por exemplo, investigue se há a possibilidade de pegar um empréstimo mais barato e use-o somente em caso de emergência ou em situações que aumentarão a sua renda e, assim, a sua capacidade de arcar com seus compromissos.

4. Invista em Marketing Digital

O Marketing Digital já é a melhor opção em relação a alternativas, ainda mais quando se fala em necessidade de reduzir custos. Com baixo custo de investimento e alto retorno, esta opção acaba se tornando o melhor custo-benefício para seu negócio.

Algumas ações requerem zero investimento monetário, como criar e administrar as redes sociais de sua empresa, ou criar um WhatsApp Business para interagir com clientes e fornecedores. Outras ações gratuitas podem ser encontradas no Google Meu Negócio, como colocar sua empresa no Google Maps para que seus clientes a encontrem com mais facilidade.

Já as ações pagas como anúncios no Google, Facebook e outras redes sociais, têm baixo custo e costumam ter efeito imediato. Por exemplo, uma rede de restaurantes pode anunciar e ter clientes provenientes deste anúncio consumindo em seus estabelecimentos no mesmo dia. 

5. Reduza custos trabalhistas 

Hoje em dia, quando se fala em reduzir custos trabalhistas, há outras opções além de demissão e redução de mão de obra. É possível diminuir os gastos contratando jovens talentos, alterando os próprios funcionários para Home Office (reduzindo custos com transporte e logísticas da empresa), ou buscando profissionais no regime de RPA (não sabe o que é RPA? Descubra no link no início do artigo) ou PJ. 

Pronto! Essas são algumas das ações para colocar em prática em 2022 e manter a sua empresa crescendo. Basicamente, será um ano focado no controle preciso dos custos e preços da empresa para poder navegar de maneira inteligente pelo mar atual da economia nacional (com alta da inflação e dos juros, além de baixo poder de compra dos consumidores).

Claro que o cenário deve melhorar e a inflação deve recuar, mas isso não significa que a situação ficará menos arriscada para os empreendedores.

Gostou das nossas dicas? Então comente abaixo com uma dica sua!