Gestão empresarial: como facilitar a sua

with Nenhum comentário

Não é exagero afirmar que a gestão empresarial é considerada uma das maiores responsáveis pelo sucesso de um negócio. Por mais que se ofereça um produto de qualidade ou um serviço diferenciado, a empresa não se sustenta apenas com isso. É preciso o esforço de empreendedores capazes de conduzir a empresa por um caminho de boas decisões.

Dessa forma, mesmo um produto mal planejado pode ser melhorado com a identificação de erros. Logo, ele pode ter um bom desempenho de vendas. Por outro lado, um gestor que não é capaz de identificar problemas, dificilmente conseguirá manter um bom produto no mercado por muito tempo.

Dos pequenos aos grandes negócios, nenhum está livre de problemas. No entanto, só consegue encontrar as melhores saídas quem trabalha com foco em gestão.

Enfrentar os problemas de frente e, se possível, prevê-los, é uma forma de potencializar os resultados de um negócio. Essa é uma exigência do mercado para diferenciar os bons e os maus negócios. Para se ter uma ideia, há três anos seguidos o Brasil fecha mais empresas do que abre, segundo o IBGE.

Nesse sentido, existem várias estratégias para ampliar a visão do seu negócio e garantir o futuro da empresa. Veja as melhores práticas para facilitar a gestão empresarial neste artigo. Continue a leitura!

A gestão empresarial ideal

Antes de conhecer as melhores práticas para facilitar a vida dos gestores, vamos entender o que configura a gestão de uma empresa.

A gestão empresarial é um processo de trabalho baseado em ações e estratégias que levam a empresa a:

  • controlar, administrar e estruturar os processos;
  • identificar os problemas;
  • antecipar as soluções;
  • evitar as falhas;
  • corrigir os erros;
  • medir os resultados, entre outras.

Além disso, a gestão de uma empresa precisa estar alinhada à visão, missão e política de valores. Nesse sentido, os gestores têm a função de:

  • estruturar o funcionamento de setores;
  • gerir, orientar e acompanhar o desenvolvimento de funcionários;
  • analisar e criar estratégias para todas as áreas da empresa, como por exemplo o departamento financeiro;
  • desenvolver um plano de negócio e planejamento estratégicos;
  • prezar e zelar pelo crescimento da empresa, entre outras funções.

As melhores práticas para facilitar a gestão empresarial

Defina um planejamento

Antes de mais nada, é preciso ter um planejamento estratégico bem elaborado. Para isso, fique de olho no que acontece internamente e monitore os movimentos do mercado. A gestão empresarial pode considerar metas, bem como planos para alcancá-las.

Nesse sentido, o planejamento empresarial prevê todas as ações que serão tomadas, assim como possui cronogramas de execução. Também é importante determinar a forma com as ações podem ser executadas, o que traz mais organização para cada processo de gestão.

Além disso, os profissionais envolvidos em cada ação podem ser incluídos nesse planejamento, para evitar que determinadas ideias se percam. Infelizmente, é muito comum equipes “desfocarem” das ações que deveriam ser tomadas ao longo do percurso.

O planejamento permite que o empreendedor tenha uma base para mensurar os riscos e oferecer maior segurança às estratégias criadas.

Assim, a gestão empresarial aumenta o controle do gestor sobre o negócio e oferece projetos mais seguros e eficazes. Bem como, é importante que o gestor esteja aberto à mudanças. Afinal, o planejamento também pode precisar de alterações e isso faz parte do DNA de qualquer gestão empresarial.

Crie uma rotina de gestão

Desenvolver e seguir uma rotina de gestão é essencial para manter aquilo que foi planejado. Por isso, deve-se prezar pelo seguimento rotineiro de ações para que os colaboradores desenvolvam, de maneira satisfatória, as atividades apresentadas.

Nesse sentido, é importante estabelecer um padrão de funcionamento dos setores, sem esquecer de que ele precisa de atualizações. Isso é importante para que uma mesma tarefa possa ser executada por diferentes funcionários, o que torna a equipe mais colaborativa.

Pode-se ainda promover a categorização de tarefas coletivas por semelhanças e afinidades. Isso cria familiaridade entre as ações e seus executores, o que acelera a resolução de problemas.

Promova a qualificação da equipe

Uma boa gestão empresarial depende ainda da qualificação das equipes e seus respectivos funcionários. Incentivar a profissionalização por meio de cursos técnicos, de graduação e pós graduação são práticas essenciais e constantes.

Além disso, invista em treinamentos para envolver as equipes com as atualizações do modelo de negócio ou da área. Afinal, não adianta incorporar a gestão se os funcionários não acompanharem a evolução da empresa.

Fique de olho no mercado

Outro ambiente que está envolvido nas melhores práticas para facilitar a gestão empresarial é o externo. Definitivamente, o mercado influencia de forma dinâmica e contínua as ações de qualquer negócio em um mundo globalizado.

Nesse sentido, mudanças de hábitos, crises financeiras, uso e desuso de ferramentas e aprovação de novas leis podem ser monitoradas.

Automatize processos com a tecnologia

Hoje em dia, mesmo em uma rotina imersa na tecnologia, muitas empresas ainda estão fortemente ligadas à processos tradicionais. Inclusive, um estudo feito pela ESG mostrou que somente 5% das organizações ao redor do mundo estão preparadas para a transformação digital.

Muitas vezes, atividades que poderiam ser otimizadas com a ajuda de softwares ainda são executadas manualmente. Isso exige o esforço humano de um colaborador que poderia estar alocado em uma atividade mais estratégica.

Atualmente, é possível encontrar no mercado softwares e plataformas que conectam diferentes áreas de um negócio, otimizando processos burocráticos. Além disso, ele é capaz de compartilhar informações e gerar relatórios para análises detalhadas.

Alguns exemplos de processos que podem ser automatizados em uma empresa são:

Assim, uma única venda, por exemplo, pode gerar informação automática ao setor financeiro (responsável pela cobrança) e ao setor administrativo (emissão de nota fiscal). Bem como, pode envolver ainda o estoque (para saída do item) e o departamento de compras (para reposição do estoque). 

Agora que você conhece as melhores práticas para facilitar a gestão empresarial, que tal ver um panorama completo sobre impostos e regimes tributários? Este guia desvenda todos os tipos tributários e maneiras de reduzir impostos. Boa leitura!

Este artigo foi produzido pela Gerencianet!

Compartilhe nas redes sociais!

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *