Marketing na indústria do aço: dicas essenciais para ter sucesso

with Nenhum comentário

Trabalhar com o Marketing na indústria do aço não é tarefa fácil. Existem muitos detalhes a se considerar, especialmente porque os empreendedores da área não costumam ter conhecimento técnico em publicidade. Além disso, há um potencial enorme a explorar no setor, já que o Brasil é o nono maior produtor de aço do mundo e tem uma gigantesca expertise em fazer esse material de forma eficiente e ágil.

No entanto, é vital saber como colocar essa expertise no mercado e de que forma angariar novos clientes. Essa é uma necessidade tanto para pequenas empresas que trabalham com aço quanto para gigantescas siderúrgicas nacionais. Portanto, é um problema que ataca o mercado inteiro no país. Se houvesse uma estratégia de marketing na indústria do aço que fosse mais eficaz, possivelmente a indústria cresceria bastante.

E aí, quer saber como trabalhar com o marketing na indústria do aço? Confira nossas dicas abaixo!

3 dicas de marketing na indústria do aço

1. Tenha uma persona definida para cada produto

Todas as empresas que trabalham na área do Aço contam com vários produtos diferentes. Por exemplo, uma mesma siderúrgica pode produzir vigas de aço para grandes construções, como também chapas perfuradas ou grades de piso.

No entanto, cada produto costuma ter um cliente diferente. Por isso, é vital entender essas diferenças para produzir um marketing que seja eficaz para cada um desses públicos de maneira customizada.

Por exemplo, suponha que as vigas de aço vendidas pela empresa são focadas para construções de prédios com mais de 10 andares. O público desse produto são os engenheiros e gerentes de compras das grandes construtoras do país. São eles que devem ser afetados pelo seu material.

Já chapas perfuradas ou grades de piso podem ser destinadas a vários públicos, como profissionais de órgãos públicos que precisam fazer a manutenção de ruas, arquitetos de médio porte e por aí vai.

Portanto, determine quais são as personas de cada um dos seus produtos e, então, trace uma estratégia de marketing que seja condizente com o perfil de cada um, incluindo suas dores, necessidades e os benefícios dos seus itens.

2. Trabalhe com o Marketing de Conteúdo

A compra de um produto de aço não é a mesma coisa que a compra de uma roupa, sanduíche ou uma panela, que fazemos em poucos minutos, em uma comparação direta no ponto de venda mesmo.

Para estimular o processo de compra do cliente, é necessário que você invista em Marketing de Conteúdo. Esse tipo de publicidade é voltada ao fornecimento de insumos intelectuais para que o cliente tome sua própria decisão de compra.

Ou seja: você produzirá artigos e vídeos mostrando como o seu produto é útil para o cliente, quais as dores que ele resolve e muito mais. Por exemplo, suponha que você queira vender aços planos para fábricas de autopeças. Você pode criar um artigo chamado “Como aumentar o valor agregado de um projeto de carro”. Nesse material, é possível dizer como a escolha do melhor aço está ligada a maior durabilidade e qualidade das peças do carro. Isso mostrará à persona (gerente de compra dessa fábrica de autopeças), a importância de comprar o aço de melhor qualidade.

3. Use Lead Scoring na sua estratégia

Uma estratégia de Inbound Marketing gerará leads para o seu time comercial abordar e fechar negócio. No entanto, nem todo lead está pronto para ser abordado. Uma tentativa de venda antes de hora certa pode desperdiçar o contato e fazer com que sua estratégia perca eficiência.

Para evitar esse processo e aproveitar o máximo possível dos leads que podem ser gerados pela sua estratégia, o melhor é usar uma ferramenta de Lead Scoring. 

O Lead Scoring é uma estratégia que visa qualificar os leads gerados em uma nota, que pode ir de F (pior) a A (melhor) ou de 0 a 10. A ideia é que, conforme aquele lead interaja com a sua estratégia, ele receba uma nota e esteja mais ou menos pronto para fazer a compra.

Se bem feito, o Lead Scoring tende a gerar excelentes resultados e a otimizar as estratégias de marketing de indústrias de todos os tipos. Isso porque o Lead A sempre estará mais pronto para comprar do que o Lead F. Além disso, um lead com baixa nota pode receber material específico para que ele se torne um Lead A, o que faz com que ele também se torne um cliente no futuro.

Pronto! Essas 5 dicas ajudarão a sua estratégia de marketing na indústria do aço a funcionar melhor. Parecem dicas simples, mas elas são bem eficazes para evitar problemas de larga escala e conseguir os melhores resultados possíveis para a sua empresa. Lembre-se de que toda estratégia publicitária começa com uma boa persona e nunca termina: é sempre otimizada após uma análise dos dados.

E aí, gostou do conteúdo? Comente abaixo com a sua opinião sobre o assunto!

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *