Tráfego, a melhor escolha para o seu negócio

with Nenhum comentário

O tráfego não está só nas estradas ou avenidas movimentadas das cidades, ele é o principal alimento do seu negócio. Agora vamos entender o porquê. 

O significado é basicamente o mesmo, a movimentação das pessoas, só que no seu negócio. Não adianta de nada ter um conteúdo de qualidade e não obter resultados dele. Os resultados também são medidos em tráfego. 

É um sistema lógico, quanto mais tráfego conseguir, mais clientes poderá conquistar.

O que é tráfego?

Apesar de ser literalmente o que movimenta os negócios, o tráfego não é bem trabalhado, faltando muitas vezes informação. Bem, mais do que saber o que é, é preciso entender que o conceito para a construção da estratégia de marketing é dividido em tipos. Vamos informar os principais e como utilizar o marketing digital para atraí-los. 

Tráfego Orgânico

Como tudo que é orgânico, esse tipo de tráfego é o mais natural possível, sem interferências de links ou propagandas. O seu público vai encontrar seu negócio, às vezes por um post feito ou por indicações, não importa, esse é seu público mais cativo. 

Como ele te encontrou, ele vai buscar entender o seu site. E, se for um conteúdo de interesse, o que geralmente ocorre, ele vai se fidelizar ao seu negócio. 

Para alcançar mais tráfego orgânico é preciso investir em uma consultoria SEO e garantir um bom ranqueamento.  Por isso, conteúdos relevantes e técnicas como o funil de vendas são essenciais. Oferecimento de conteúdo gratuito e exclusivo, como ebooks potencializa a confiança e cria um público fiel. 

O conhecimento em análise de palavras-chave e direcionamento delas aos seu público direto é essencial.

As palavras-chave trabalham de uma forma sistêmica e interessante. Quando alguém busca algo no Google, Bing ou Yahoo, por exemplo, existe uma parte principal chamada de palavras-chave.

Por exemplo, alguém pesquisa “o que é uma camisa” e você tem um conteúdo respondendo, você aparecerá para ela. Mas será um dos milhares de resultados.

Se você utilizar as técnicas faladas e aparecer entre os dois primeiros resultados, terá um novo leitor/cliente fidelizado. Isso se justifica porque essa pessoa faz parte do público interessado nos seus temas.

Por isso a importância de criar pautas relacionadas ao seu nicho de trabalho e direcionadas ao seu consumidor. 

Esse é o seu público principal, onde o investimento é baixo e os resultados são visíveis.

Tráfego direto

Esse tipo de tráfego trabalha com o cliente ideal, aquele que segue e acompanha a marca, sempre entrando pela URL.

Esse tráfego também se resulta em clientes que clicam em emails, e-books. Só que para isso acontecer, com tanto spam, ele deve ter um interesse real na sua marca. 

E é por esse interesse que esse tipo de tráfego é uma ótima métrica para saber o quanto sua marca está bem posicionada. Não só isso como entender sua relação com os consumidores. 

O investimento nesse tráfego também é baixo, é trabalhado especialmente com email marketing. Essa ferramenta só é possível ao se capturar o email do consumidor, seja ele por uma compra ou ao assinar a newsletter.

Enviar emails com conteúdos relacionados ou manter um contato de pós-venda é essencial para crescer com esse tráfego. 

Tráfego de referência

O tráfego de referência trabalha as relações do seu negócio com parceiros. Esses parceiros podem ser outras empresas ou, até mesmo, clientes. Ele age quando há uma indicação de uma pessoa a outra ou de uma marca.

Quanto mais confiáveis e próximas ao seu nicho, mais essas novas visitas se qualificarão em resultados. 

Manter um bom relacionamento com marcas, blogs e/ou sites qualificados, mostrando seu conteúdo é essencial. É outra maneira de aumentar o seu ranking e garantir seu posicionamento no topo do mercado. 

Algumas das opções são guest postings, eventos colaborativos ou posts ligados ao problema que sua marca resolve. 

Na área da indicação de pessoas, manter suas redes sociais e o contato anteriormente falado transforma sua marca em referência. Mais do que gentileza é mostrar um conteúdo relevante e que instigue o cliente a querer mais. 

Tráfego pago e de redes sociais 

Mesmo que sejam tráfegos diferentes, eles agem na mesma área de trabalho: as redes. 

O tráfego pago basicamente é o tráfego que advêm das propagandas pagas, elas podem ser colocadas no Google ou nas redes. É o tráfego com custo mais elevado, mas com retorno garantido.

É utilizado parâmetros pré-definidos de forma a atingir o seu público. Sendo assim é ótimo para ter sua marca conhecida. 

Já o tráfego de redes sociais trabalha com a ação da empresa nas redes, partindo do conteúdo e engajamento gerado. É outra forma de entregar um conteúdo relevante e que gere mais cliques nos links.

Para gerar mais leads é preciso conhecer bem o seu público e saber o que está entregando a ele. Especialmente pensando como as redes são repletas de concorrência. 

Link Building 

Como próprio nome diz, o link building é uma construção do seu link, ou seja, do seu nome na internet.  Quando se falou de tráfego de referência, o link building foi comentado. Basicamente é um site te indicando. 

Parece simples? É, mas como convencer um leitor que outro conteúdo também é relevante para ele? Por isso é tão difícil aumentar seu ranking partindo do link building, tendo em vista que os redatores não o entendem completamente.

Não basta simplesmente ter uma indicação, mas o conteúdo nela deve ser de qualidade. Entenda que os motores de busca do Google estão com parâmetros mais acentuados.

Dessa forma iniciar parece exaustivo e frustrante, mas com ajuda de um bom profissional e de bastante estudo tudo se simplifica. 

A quantidade também é importante, mas não é o primeiro fator observado. Se houver quantidade deve-se ter variedade em torno de diferentes sites e, até mesmo, nichos. 

Dando ênfase que estamos abordando os parâmetros do Google para o seu crescimento, não exatamente da conversão que trará.

Obviamente que quantos mais sites forem buscados, maior a possibilidade de sair do seu nicho. O que também pode ser rentável ao atrair um novo público a marca. 

O texto âncora, aquele onde fica linkado o site, deve ser bem escrito e ter uma abordagem fluída. Nada de colocar o link diversas vezes sem coerência. 

Existem algumas técnicas e ferramentas para análise de links, de forma melhorar as métricas. Além disso, a utilização de Guest Posts e verificar sua marca nas redes, partindo de ferramentas de buscas são essenciais.

Nos Guest Posts você mostra um pouco do seu conteúdo e qualidade, além de divulgar sua marca. 

Que técnicas já usa no seu negócio? Se interessou pelo conteúdo? Para mais conteúdos assim, acesse Web Trends

Compartilhe nas redes sociais!

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *