Ativo circulante: entenda como bens e direitos se transformam em dinheiro

with Nenhum comentário

O ativo circulante também é dinheiro! E conhecer essa estratégia contábil pode ser um bom escape para quando as dívidas apertarem suas finanças.

É comum encontrar diversas empresas que se afundam em dívidas para fazer com que o seu negócio funcione corretamente.

Para combater isso, temos o ativo circulante, que se encontra no topo do Balanço Patrimonial da sua indústria e pode converter bens e direitos em dinheiro em até um ano.

Isso é importante pois, caso essas mesmas contas não forem quitadas, os investidores passam a olhar com maus olhos para a sua marca, escolhendo outras para investir.

Para entender melhor do que estamos falando, confira este conteúdo e saiba de uma vez por todas como calcular o AC para ter o controle de estoque, controle de contas a receber e manter movimento de caixa em dia.

O que é ativo circulante? 

Mulher fazendo anotações e cálculos em frente ao computador para descobrir o ativo circulante.

Ativo circulante representa um conjunto de bens e direitos que pode ser vendido e utilizado por meio de negociações operacionais. 

Normalmente, esse termo é empregado quando se fala a respeito do balanço patrimonial, pois simboliza os valores de liquidez os quais poderão ser transformados em lucros. 

Ou seja, no ativo circulante é possível incluir elementos que podem ser convertidos em dinheiro dentro de um período curto de tempo.

Isso inclui itens como controle de contas a receber, estoque, movimento de caixa, aplicações, entre outros. 

Também conhecido como AC, ele é também parte da construção do capital circulante líquido (CCL) da indústria.

E o que é ativo não circulante?

Ao contrário do AC, o ativo não circulante não possui a mesma simplicidade para converter elementos de maior grau de liquidez em dinheiro. 

Podemos classificar esses elementos como bens da indústria dos quais demandam de um médio a longo prazo de tempo para serem transformados em dinheiro. 

Isso porque todos os lucros obtidos com o ativo não circulante, que também pode ser chamado de ativo permanente, são enviados para o funcionamento da indústria. 

Por isso, ele tem em sua composição os seguintes elementos: 

  • Investimentos; 
  • Intangível; 
  • Imobilizado; 
  • Realização a longo período de tempo. 

Agora que você sabe que o AC engloba controle de estoque, controle de contas a receber, movimento de caixa, entre outros itens, chegou a hora de conhecer os seus benefícios. 

Para isso, nos acompanhe no próximo tópico!

Entenda por que deve investir em ativo circulante na sua indústria

Pessoa fazendo anotações e cálculos em calculadora sobre mesa cheia de papéis com dados do ativo circulante.

Como mencionamos há pouco, o ativo circulante serve para a realização de operações diárias como controle de estoque, controle de contas a receber, movimento de caixa etc. 

E quando investidores percebem que possui dinheiro em caixa para tudo o que é necessário, as chances de você aumentar a lucratividade são bem maiores. 

Isso porque ter capital disponível é uma indicação de que você se resguardou e está preparado para enfrentar qualquer tipo de urgência. 

Por exemplo, vamos supor que a empresa da Amanda está devendo R$ 2.000,00 para o empreendimento da Sandy.

Se ela for pega desprevenida e seu capital circulante líquido (soma dos ativos circulantes subtraído pelos passivos circulantes) for abaixo disso, significa que não vai pagar a dívida.

Agora, se o AC da empresa da Amanda ultrapassar o valor do passivo circulante, isso quer dizer que ela tem grandes chances de solvência, ou seja, de quitar isso a curto prazo. 

O que é visto com bons olhos por investidores de todo o mundo, que vão passar a confiar na sua marca, mesmo quando as dificuldades financeiras surgirem. 

Conheça os elementos do AC

Quando se trabalha com AC, algumas contas patrimoniais devem ser consideradas, como: 

  • Estoques; 
  • Matérias-primas; 
  • Contas a receber; 
  • Produtos não finalizados; 
  • Reserva de caixa; 
  • Dinheiro em caixa;
  • Aplicações e investimentos de curto prazo. 

Trabalhar com o AC se torna muito benéfico quando você decide utilizar fundos para pagar dívidas do dia a dia ou outras operações do negócio. 

Ainda é importante ressaltarmos que a liquidez nada mais é do que a sua capacidade de quitar as dívidas do seu negócio. 

E o cálculo utilizado para isso serve como base para que você cumpra adequadamente todos os acordos financeiros, além de pagar as contas existentes. 

Quer saber como fazer isso? Então, confira o próximo tópico.

Saiba como calcular o ativo circulante

A fórmula do AC é bem fácil de ser compreendida. Ela é assim: 

Ativo circulante = dinheiro + equivalentes em dinheiro + inventário + recebíveis + títulos negociáveis + despesas antecipadas + outros ativos líquidos

Todos esses valores podem ser encontrados no Balanço Patrimonial da sua indústria. 

Tendo o resultado em mãos, é possível saber se a sua empresa ainda tem dinheiro para investir e otimizar o seu crescimento.

Utilize AC na sua indústria para converter bens e direitos em dinheiro!

O AC é o ativo do tipo circulante, do qual representa os bens e os direitos que a sua indústria tem e que podem ser convertidos em dinheiro a um curto prazo de tempo. 

E esses elementos podem ser: controle de estoque, controle de contas a receber, movimento de caixa, etc capaz de abrir os olhos de investidores para sua marca. 

Além disso, vale relembrar que o AC faz parte do topo do balanço patrimonial de uma empresa, o que significa que ele também é parte do seu capital circulante líquido. 

Então, não perca tempo e invista em ações assertivas com o cálculo do AC e tenha noção de quanto tem para cobrir as dívidas do seu dia a dia em caso de emergência.

Compartilhe nas redes sociais!

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *