Auditoria contábil: saiba o que é e como ela pode ajudar sua empresa

with Nenhum comentário

Não sabe o que é auditoria contábil? Descubra aqui nesse conteúdo e saiba como ela pode ajudar no controle das finanças do seu negócio!

Quando falando sobre gestão financeira da sua empresa, é o mesmo que colocar o dedo na ferida? A auditoria contábil é exatamente o que você precisa para não ter mais essa sensação.

Além disso, não se trata de ser apenas um assunto espinhoso. Você também pode fazer algumas perguntas simples!

Entre elas: os controles praticados hoje refletem a realidade da empresa? Os registros de receitas e despesas estão sendo feitos da forma correta?

Portanto, se você não soube responder, aqui está a chance! Conheça o que é auditoria contábil conceito e saiba como fazer uma análise profunda do seu negócio.

O que é auditoria contábil?

Ela nada mais é que um processo de análise da situação financeira da empresa, bem precisa no que envolve registros, além de identificar falhas e até fraudes.

Resumidamente, é assim que podemos definir auditoria contábil conceito, começando pelo exame de documentos e inspeções internas. Pode contar também com informações externas.

Assim, o procedimento, realizado por um auditor contábil, é capaz de trazer a realidade financeira do negócio, com segurança e transparência.

O que é analisado por uma auditoria?

O objetivo principal que faz parte de uma auditoria contábil conceito é comparar as demonstrações contábeis com a situação patrimonial, financeira e econômica.

Mas diversas áreas podem ser contempladas durante o procedimento. Confira a lista e os benefícios que podem ser gerados:

  • Administrativa: reduz ineficiência, negligência, incapacidade e improbidade;
  • Patrimonial: contribui no controle de bens, direitos e obrigações;
  • Fiscal: foco nas obrigações fiscais, evitando possíveis penalidades;
  • Técnica: gera mais eficiência nos serviços prestados;
  • Financeira: contra fraudes e gastos excessivos;
  • Econômica: foco na maior exatidão dos resultados;
  • Ética: verifica a moralidade dos atos;
  • Social: analisa a aplicação de recursos para fins sociais e ambientais, certificando mais confiabilidade.

Dessa forma, com estes pontos analisados, o trabalho de um auditor contábil será muito mais completo.

Toda empresa pode receber

Homem realizando uma auditoria contábil com calculadora e papeis.

Por ser um processo bastante detalhado e que apresenta dados importantes, você pode pensar: somente grandes corporações estão sujeitas isso. Errado!

De modo geral, saiba que qualquer empresa, independente do tamanho, pode sim passar por uma auditoria, já que qualquer empresa também está sujeita a falhas e irregularidades, por exemplo.

Quando realizar uma auditoria contábil?

Passamos por toda etapa do que é auditoria contábil conceito, mas você deve estar se perguntando: quando devo realizar esse procedimento na minha empresa?

Assim, podemos dizer que isso se trata de uma decisão muito particular para cada empresário.

Por outro lado, é praxe a auditoria acontecer somente quando já existem indícios de erro ou fraude, em função do custo. Nada impede que ela se torne uma prática de tempos em tempos.

E entre as recomendações, é interessante que o auditor contábil seja alheio à empresa, garantindo que faça as análises de forma totalmente imparcial.

Como a auditoria é realizada?

Assim como muitos procedimentos padrão, a auditoria contábil segue diretrizes comuns ao ser realizada.

Sendo assim, o auditor contábil deverá seguir etapas que fazem parte das normas brasileiras. Listamos aqui cada uma dessas etapas:

1. Pesquisa ambiental

O momento é de entendimento preliminar. São coletadas informações sobre o negócio e sua organização, além de consultas a manuais e outros documentos.

2. Planejamento de auditoria

A partir da pesquisa, a etapa é de escolha das estratégias. São especificados os procedimentos que serão adotados para obter evidências, incluindo a aplicação de testes.

3. Controle interno

Antes dos testes, citados no tópico anterior, esta etapa é de documentação do sistema contábil e controles contábeis. Cada um é avaliado, determinando pontos fortes e fracos.

4. Teste de controle

Também chamada de observância, esta fase busca determinar se os procedimentos estão funcionando efetivamente, e dentro das regras aplicáveis.

5. Teste substantivo

Mais um teste para o procedimento, desta vez buscando assegurar a exatidão dos valores, além de outras informações disponíveis nas demonstrações contábeis.

6. Parecer do auditor

O auditor contábil avalia os resultados obtidos, revisa a adequação das demonstrações contábeis e notas explicativas, chegando ao seu parecer sobre o processo.

Resultados em mãos. E agora?

Homem mexendo no notebook.

Normalmente são duas possibilidades: a auditoria contábil pode concluir que os processos estão adequados e sendo bem executados em sua empresa; ou identificar erros e fraudes.

A partir daí, pode-se analisar que no primeiro caso os apontamentos contribuirão para a manutenção das melhores práticas!

Já no segundo, as ações variam de acordo com a gravidade da situação identificada pelo procedimento. É importante saber, então, diferenciá-las.

Diferenças entre erro e fraude

Existe um consenso para a diferenciação dos casos, quando se trata de fraudes ou erros apontados pela auditoria contábil.

  • Erro: ato não intencional, que resulta da omissão, desatenção ou má interpretação de fatos na elaboração de registros e demonstrações contábeis;
  • Fraude: ato intencional de omissão ou manipulação de transações, adulteração de documentos, registros e demonstrações contábeis.

Resumidamente, a diferença está na intenção ou não de cometer a irregularidade. Na prática, podemos citar alguns exemplos de cada conduta.

Exemplos de erros:

  • Erros aritméticos na escrituração ou demonstrações contábeis;
  • Aplicação incorreta das práticas contábeis;
  • Interpretação errada das normas e legislação.

Exemplos de fraudes:

  • Manipulação, falsificação ou alteração de registros ou documentos;
  • Apropriação indébita de ativos;
  • Supressão ou omissão de transações nos registros;
  • Registros de transação sem comprovação;
  • Aplicação de práticas contábeis indevidas.

Por fim, a decisão sobre as medidas, diante do que foi apresentado pelo procedimento, fica a cargo da gestão da empresa.

Escolha o melhor para sua empresa

Neste conteúdo você pôde saber o que é auditoria contábil conceito e quais pontos da contabilidade da empresa são analisados por ela.

Também abordamos sobre quando uma auditoria contábil pode ou deve ser realizada, se tratando de uma decisão da própria empresa.

Na sequência, listamos as etapas do próprio processo, como cada fase da auditoria contábil acontece, para que se chegue à resposta: há irregularidades?

Resumidamente, podemos concluir que a necessidade deste procedimento é fundamental para a saúde financeira da sua empresa, devendo ser bem executada.

Então, converse com sua equipe gestora, e escolha o melhor para sua empresa!

Compartilhe nas redes sociais!

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *