Saiba como fazer controle de estoque com 8 dicas práticas!

with Nenhum comentário

Saber como fazer controle de estoque é fundamental em um processo de vendas eficientes. Afinal de contas, só quem se organiza consegue atender melhor o seu público e faz um aproveitamento eficaz dos recursos que estão a sua disposição.

Independentemente de seu porte, toda indústria deve controlar o estoque de suas mercadorias para garantir resultados positivos e reduzir custos e perdas.

Mas o que de fato significa saber como fazer o controle de estoque? É apenas monitorar a quantidade de produtos armazenados para atender todas as demandas de seu cliente?

Na verdade, é bem mais do que isso. Afinal de contas, uma boa gestão é aquela que consegue ainda reconhecer mercadorias paradas que impactam no seu capital de giro.

Por isso, saber como fazer controle de estoque é fundamental para o sucesso da sua empresa!

A boa notícia é que aqui você encontra 8 dicas práticas para cuidar do estoque dos seus produtos, deixando todos mais satisfeitos. Confira:

O que é controle de estoque? 

Mulher falando em celular e mexendo em notebook ao pesquisar como fazer controle de estoque.

Antes de você saber como fazer controle de estoque, é preciso conhecer o conceito dessa prática essencial dentro de um ciclo de vendas.

Isso porque ele contempla várias atividades de uma indústria, como: produtos, serviços, organização, planejamento e armazenamento de matérias-primas. 

De forma geral, a gestão de estoque é o monitoramento dos produtos armazenados, a fim de atender todas as demandas sem causar prejuízos para a empresa e o consumidor. 

Com isso, é possível administrar os fluxos de entrada e saída a fim de evitar perdas de mercadoria e até obter melhores condições de pagamento com fornecedores. 

Apesar de ser trabalhoso, saber como fazer controle de estoque é fundamental e, por isso, você precisa adotar essa atividade dentro do seu negócio. 

E para te convencer a fazer o controle de estoque dos seus produtos, veja alguns benefícios da prática no tópico abaixo.  

Conheça os principais benefícios de saber como fazer controle de estoque

O primeiro ponto que devemos ressaltar aqui é que os benefícios de saber como fazer controle de estoque vai muito além da organização de um espaço físico. 

Afinal, essa atividade visa melhorar a estrutura da sua indústria de forma geral, tornando todas as suas operações mais precisas e objetivas. 

Por exemplo, se você trabalha com marketplace B2B, provavelmente terá que lidar com centros de distribuição, que fazem com que as operações sejam mais complicadas. 

Mas se você sabe como controlar o seu estoque, essa tarefa é simplificada e torna os enganos de mercadoria e roubo das mesmas mínimos.

Outros benefícios que podemos ressaltar para você conhecer de fato como fazer controle de estoque são: 

  • Mais economia e menos gastos: saiba quais produtos estão prestes a esgotar e evite a perda de vendas; 
  • Mais assertividade na hora das vendas: apresente um diferencial competitivo ao disponibilizar produtos que estão em falta no mercado; 
  • Maior planejamento e melhor relação com fornecedores: compre os materiais no tempo certo e fuja de pedidos feitos em cima da hora que custam mais caro;
  • Precificação adequada: faça o acompanhamento de todo o estoque para evitar aqueles descontos que só te levam ao prejuízo. 

Bom, se você leu até o último item da nossa lista, deve estar se perguntando o que deve fazer para aproveitar todos esse benefícios

A boa notícia é que a prática já está no próximo tópico! 

Saiba como fazer controle de estoque em 8 passos

Agora que você reconhece o valor de saber como fazer controle de estoque para a sua indústria, conheça 8 passos para melhorar a administração da sua mercadoria!

Confira:

Dica 1: Elabore um inventário

O inventário é um registro de todos os bens e materiais que estão armazenados dentro ou fora de uma empresa.

Como se trata de um importante documento fiscal, para criá-lo é preciso seguir as normas e leis estabelecidas pelo Conselho Federal de Contabilidade.

Lá, você fica sabendo que toda empresa que tem um estoque ter também um Registro de Inventário, no qual você documenta tudo o que está nele.

Sendo assim, é preciso atualizar o inventário frequentemente com os produtos que estão em estoque e a quantidade de cada um deles. 

E assim que houver entradas e saídas de mercadorias, faça a revisão de todos os dados do fluxo e registre as datas da movimentação. 

Essa dica é fundamental para evitar falhas no giro de estoque e até problemas fiscais. 

Dica 2: Padronize para deixar o estoque organizado

O espaço onde você armazena suas mercadorias precisa estar limpo e organizado sempre.

Isso significa que ele deve proteger seus bens dos principais agentes de risco, como umidade, temperatura, entre outros. 

Além disso, estabelecer algumas regras, como quem entre e quem sai do espaço é fundamental para fazer um giro de estoque sem que isso prejudique a armazenagem. 

Dica 3: Faça um desenho do fluxo do que entre e o que sai

O fluxograma é um dos melhores amigos das indústrias, pois com ele é possível visualizar de forma clara o fluxo de entrada e saída de mercadorias.

Por isso, você precisa esboçar o seu para entender melhor o giro de estoque da sua mercadoria. 

Um exemplo seria escrever ou elaborar um infográfico que explique com clareza e objetividade como funciona a entrada e saída dos itens da sua empresa.

Assim, todos conseguem identificar quais são as suas responsabilidades, tornando simples enxergar gargalos e até resolver problemas.

Dica 4: Estabeleça um limite para perdas

Mesmo que você já saiba como fazer controle de estoque, perdas de produtos acontecem até sob as melhores administrações. 

Sendo assim, tente limitar o número de perdas da sua mercadoria, tentando evitar ao máximo ultrapassar da regra. 

Dica 5: Defina o volume mínimo e máximo para cada mercadoria

Quantos itens são necessários para você equilibrar as suas vendas? Para responder a essa pergunta, é preciso primeiro definir o volume mínimo e máximo para cada mercadoria. 

Ou seja, é necessário avaliar caso por caso, observando o tipo de produto, os fornecedores, e a sazonalidade, por exemplo.

Além disso, outros pontos que devem ser levados em consideração é o prazo de entrega dos seus fornecedores e o tempo em que o produto chegará às mãos do cliente final.

Sabendo disso, calcule o giro de estoque, chamado também de velocidade da rotatividade, o preço que será pago pelo consumidor e a economia de escala para pedidos maiores. 

Dica 6: Dê um fim em produtos parados

Homem de colete amarelo coloca caixa na prateleira do estoque.

É bem provável que você encontre dentro do seu estoque diversos produtos que não têm a saída desejada. 

Nesses casos, é preciso elaborar estratégias para que essas mercadorias não fiquem paradas, possibilitando um giro de estoque maior. 

Sendo assim, a dica aqui é promovê-los adequadamente, lançando descontos e ofertas imperdíveis para os seus clientes. 

Dica 7: Faça o cálculo dos custos de estoque

Quando se fala em estocagem de produtos, se fala também em aproveitar um espaço que requer gastos e uma equipe especializada para mantê-los em segurança. 

Assim sendo, se adequar a realidade da sua indústria é o melhor jeito para que você faça uma boa gestão de estoque. 

Dica 8: Invista no cuidado da entrega de seus produtos 

A partir do momento em que você recebe a notificação de que um produto foi comprado, é necessário separá-lo e prepará-lo para a entrega. 

Por isso, é preciso manter a atenção e verificar se os itens não estão com danos que possam desagradar os consumidores. 

Além do mais, é essencial que os produtos certos sejam entregues dentro do prazo, aumentando as chances do cliente ter uma experiência positiva com a sua marca. 

Preparado para dar aquele giro de estoque?

Se você chegou até aqui, significa que a leitura foi feita de forma adequada e que você está mais do que preparado para fazer a gestão do seu estoque. 

Apesar de saber que fazer a gestão do estoque requer um longo trabalho de atenção, essa atividade é peça-chave para evitar prejuízos à sua indústria.

Afinal, a prática é perfeita para a otimização de processos internos e que satisfazem os clientes da sua marca.

E para otimizar ainda mais o seu ciclo de vendas, confira nosso conteúdo sobre estratégia de marketing para vendas.

Compartilhe nas redes sociais!

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *