Exemplo de fluxo de caixa para o seu negócio ser rentável

with Nenhum comentário

Exemplo de fluxo de caixa é algo importante para que você consiga aprender como é e assim montar o seu próprio. Se está atrás de um passo a passo para entender essa ferramenta, veio ao lugar certo!

O controle financeiro de qualquer empreendimento deve ser avaliado cautelosamente por quem realmente entende do assunto. 

Para facilitar todos os dados mostrados, é fundamental criar um fluxo de caixa para que haja equilíbrio entre receitas e despesas. 

Falando nisso, quer aprender como fazer um fluxo de caixa? Então leia agora mesmo este conteúdo exclusivo. Não perca!

Antes de mais nada: fluxo de caixa o que é?

Antes de apresentarmos um exemplo de fluxo de caixa, vamos conhecer qual é o conceito dessa ferramenta tão essencial para empreendedores. 

Basicamente, o fluxo de caixa modelo representa todo o dinheiro que entra e sai do seu empreendimento.

Ele é analisado por um período para que seja possível entender qual é a real situação da marca. 

Por exemplo, se entrar muito dinheiro no seu fluxo de caixa planilha em um mês que você esperava menos, então significa que ele está positivo, o que é bom para a sua empresa. 

Indo na contramão dessa ideia, caso o seu controle de fluxo de caixa esteja tendo uma evasão de dinheiro, significa que ele está negativo, algo que você deve evitar a todo custo. 

Sendo assim, podemos dizer que o fluxo de caixa exemplo nada mais é que todo o movimento feito no caixa da sua empresa do qual mostra se ela tem dinheiro para pagar todas as suas dívidas ou não

Mas de onde vem todo o dinheiro do fluxo de caixa modelo?

De operações, que simbolizam todo o dinheiro pago pelos consumidores dos seus produtos ou serviços e de atividades de investimento, como o de ações investidas, por exemplo. 

Por outro lado, todo o dinheiro que sai da sua empresa pode ser de origem de operações, que são os gastos necessários para que o empreendimento continue funcionando, de atividades financeiras, como é o caso de pagamentos de juros. 

Ok, entendi. E qual é o fluxo de caixa modelo que eu posso usar no meu negócio?

Existem dois tipos de fluxo de caixa modelo: o simples e o operacional

  • Fluxo de caixa exemplo simples: voltado para empresas menores ou em estágio inicial; 
  • Fluxo de caixa exemplo operacional: engloba todos os valores que entraram e saíram do caixa.

Independentemente do fluxo de caixa modelo que você utilizar, ambos servem para entender melhor como o seu negócio funciona.

Outros benefícios de fazer o controle de fluxo de caixa podem ser conhecidos no tópico abaixo. 

Quais os benefícios de realizar o controle de fluxo de caixa? 

Uma pessoa analisando um gráfico e diversos dados conforme calcula o exemplo de fluxo de caixa.

Bom, agora que você sabe fluxo de caixa o que é, chegou o momento entender qual a importância dessa ferramenta para o seu negócio. 

O primeiro deles é que o fluxo de caixa planilha permite que você saiba se a sua empresa estará com as operações normais no final de um mês ou não. 

Isso porque esse gerenciador ajuda todo o departamento financeiro do seu negócio a tomar decisões assertivas, ao contrário do DRE Projetado (Demonstrativo de Resultados Projetados) que, por sua vez, mostra se a operação é lucrativa. 

O segundo ponto importante de fazer o controle de fluxo de caixa é que você consegue avaliar a disponibilidade de dinheiro.

Com isso, é possível determinar se há a necessidade de pedir ajuda a terceiros para realizar algum tipo de empréstimo para pagar todas as dívidas. 

Por fim – e não menos importante – conhecer um exemplo de fluxo de caixa detalhado garante que todos os investimentos, financiamentos e a distribuição de recursos seja benéfica para a continuação da atividade do negócio. 

Afinal, como montar um fluxo de caixa planilha? 

Ok, depois de saber a importância de realizar o correto controle de fluxo de caixa no seu negócio, é hora aprender a montar um para ele. 

Antes de mais nada, recomendamos que haja disciplina para que a sua empresa consiga alcançar o perfeito equilíbrio financeiro.

Depois disso, você pode fazer diversas análises a fim de elaborar planilhas que fazem sentido para a sua empresa. 

Sem mais delongas, veja abaixo três dicas para montar um fluxo de caixa planilha.

1. Organize todas as entradas e saídas

A primeira dica para entender, de fato, o fluxo de caixa o que é, requer que você tenha um espírito de organização. 

Como assim “espírito de organização”?

A organização é fundamental para que todas as entradas e as saídas sejam registradas de acordo com o período de tempo estipulado por você. 

Ou seja, os dados precisam estar separados por modelo, cor, tamanho, tipo, entre outros, para entender quais pontos merecem um pouco mais da sua atenção para diminuir todos os gastos. 

Para que todas as suas contas sejam organizadas, tente separá-las da seguinte maneira: 

  • Ativos: despesas relacionadas ao patrimônio da empresa. Alguns exemplos são: estoque, máquinas, investimentos, etc;
  • Passivos: dinheiro que a sua empresa deve, como é o caso de pagamentos dos fornecedores, bancos, entre outros; 
  • Receitas: significam tudo o que entra no seu fluxo de caixa exemplo, como o pagamento pelos produtos ou serviços da marca;
  • Despesas: são os valores que acabam saindo do seu caixa. Os principais exemplos: pagamento de salários dos colaboradores e quitação de empréstimo. 

Com essa estrutura, você consegue entender melhor o fluxo de caixa o que é. 

2. Padronize todas as movimentações 

Assim como a organização, a padronização de todas as movimentações é importante para evitar que os lançamentos de entradas e saídas sejam feitos de qualquer jeito. 

Além do mais, ela é a garantia de que o profissional responsável pelo controle de caixa entenda as informações registradas nele. 

Portanto, tente criar códigos que você e todos os seus colaboradores entendam, a fim de facilitar todas as movimentações. 

3. Atualize sempre que possível 

O controle de fluxo de caixa da sua empresa não acontecerá sozinho. 

Sendo assim, tente lançar todas as movimentações diariamente, de preferência ao final do expediente. 

Isso porque essas atualizações podem ser a garantia de que o negócio continue preparado para possíveis problemas financeiros. 

8 passos para entender como fazer um fluxo de caixa ideal

Você sabe como fazer um fluxo de caixa planilha agora. 

Por isso, abaixo listamos oito passos para que você entenda como garantir bons resultados. Veja: 

Passo 1: tenha um software de gestão 

O uso desse tipo de programa permite que você tenha acesso a todas as informações do fluxo de caixa da sua empresa em tempo real e compartilhada com a sua equipe financeira. 

Passo 2: escolha um profissional responsável para controlar os dados

Faça a escolha de um profissional de confiança e responsável para que todos os dados sejam controlados. De preferência, escolha alguém que seja formado em contabilidade. 

Passo 3: envolva todos os departamentos da empresa

Duas pessoas analisando gráicos referente as contas da empresa.

Este item é bastante ignorado por diversas organizações que querem conhecer um exemplo de fluxo de caixa. 

Independentemente de qual setor seja, seria interessante deixar todos os colaboradores a par das informações contidas em seu fluxo de caixa exemplo, a fim de evitar resultados negativos. 

Passo 4: faça relatórios 

Diários, semanais, quinzenais ou mensais. Isso realmente não importa. 

O que importa é que sejam feitos relatórios para que os acionistas consigam analisar a redução de gastos e incrementar oportunidades para que as operações sejam ampliadas. 

Passo 5: planeje e gerencie o estoque

Investir dinheiro no estoque é garantia para que as oportunidades mais rentáveis sejam aproveitadas pela sua marca. 

Sendo assim, tenha conhecimento de quanto valor o seu estoque e qual é o limite máximo e mínimo para ele. 

Passo 6: pense no longo e curto prazo

Todos os gastos e ganhos no exemplo de fluxo de caixa possibilita que seja feita uma comparação entre o que foi planejado pelo departamento financeiro e o que foi realizado. 

Assim, você garante que todas as despesas inesperadas sejam evitadas em um futuro distante. 

Passo 7: avalie o capital de giro 

O seu negócio está operando de acordo com o planejado? Se sim, significa que o capital de giro está sendo feito corretamente. 

Caso contrário, é necessário avaliar se há falhas e dívidas que não foram quitadas. 

Passo 8: determine crédito para os consumidores

Nesse passo, você precisa avaliar o seguinte: as exigências são baixas e acontecem sempre que os consumidores compram? O número de clientes que compram produtos é menor?

Avaliando essas duas situações você consegue rentabilizar melhor a sua empresa. 

Bônus: exemplo de fluxo de caixa

Falamos demais a respeito do fluxo de caixa exemplo, porém, não mostramos nenhum exemplo prático até agora!

Como diria o ditado: “antes tarde do que nunca”. Veja abaixo um exemplo de fluxo de caixa: 

Que tal transformar o exemplo de fluxo de caixa no seu próprio?

Enfim, chegamos ao final de mais um conteúdo! E isso é muito bom, porque você conseguiu aprender um novo assunto para ajudar a sua empresa crescer cada vez mais, não é mesmo? 

Como você viu aqui, o fluxo de caixa é uma ferramenta fundamental para você conseguir gerenciar todo o dinheiro que entra e sai no seu empreendimento. 

Entender todos os dados é muito importante para saber se o seu negócio pode continuar com as operações em dia ou não.

Sendo assim, não perca mais tempo: invista um tempo do seu dia para montar o seu próprio fluxo de caixa! 

Compartilhe nas redes sociais!

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *