Importação e exportação: aprenda a diferença entre os dois

with Nenhum comentário

Importação e exportação são temas diretamente relacionados à economia nacional e mundial. Se esse é o único detalhe que você sabe sobre importação e exportação, veio ao lugar certo! 

Com um certo descuido esses assuntos parecem mesmo complexos em muitas situações, gerando dúvidas até mesmo em alguns empresários. 

Contudo, se você está aberto ao conhecimento, considere aprender sobre importação e exportação para te ajudar a impulsionar os lucros da sua empresa.

Por isso, fique com a gente e acompanhe este guia que de uma vez por todas tirar todas as suas dúvidas sobre o tema. Confira! 

O que é importação?

Em resumo, a importação e exportação possuem certas diferenças. A importação possui relação com a entrada de produtos, bens ou serviços em um determinado país.

Afinal, mesmo os grandes países – como o Brasil – não produzem certas mercadorias específicas. 

Por isso, as importações podem e devem ser feitas visando a garantia no abastecimento de diversos setores industriais, gerando assim conforto à toda a população.

Para realizar essa tarefa, as importações são divididas em três estágios:

  1. A administrativa: este é o primeiro estágio do qual autoriza a licença das importações;
  2.  A cambial: contempla o pagamento ao país exportado, sendo transferida a moeda estrangeira;
  3.  A fiscal: tem relação com o despacho aduaneiro a partir que os tributos são recolhidos. 

E agora que você sabe o que são as importações, chegou a hora de saber o que são as exportações brasileiras.

O que é exportação? 

Sabendo que entre a importação e exportação existem diferenças e já entendendo o significado da primeira, é hora de falarmos sobre a exportação e seu significado. 

A exportação está relacionada com a atividade de venda de produtos, bens e serviços de empresas nacionais para outro país.

Sendo assim, podemos dizer que a relação dela é com a saída das mercadorias do Brasil para um outro país, como a China.

As exportações brasileiras são muito importantes, pois é uma maneira de fazer com que a economia cresça, ao mesmo tempo em que os negócios são ampliados.

Diferente da importação, a exportação conta com quatro estágios:

  1. A direta: essa é realizada pelo produtor que conhece todo o processo, podendo faturar com o importador;
  2. A indireta: a exportação é feita pela empresa que adquire produto e serviços, sem a necessidade de existir uma relação direta com o produtor;
  3. A perfeita: nela não há a necessidade de intermediários para a realização da exportação;
  4. A imperfeita: é necessário começar um processo de venda pela empresa que está começando agora no ramo de exportação.

Bom, agora que você já sabe o conceito de importação e exportação, é preciso saber quais são as vantagens e as desvantagens dessas atividades para a economia de um país.

Vantagens e desvantagens da importação e exportação

Dois homens carregando caixas para realizar importação e exportação.

Por mais que a importação e exportação sejam boas para a economia do Brasil, as duas possuem certas vantagens e desvantagens. Entenda abaixo:

Exportação

Vantagens:

  • Possui produtividade elevada, pois o país que exporta consegue aumentar sua escala de produção;
  • Redução na carga tributária, uma vez que há compensação do recolhimento dos impostos internos;
  • Estar dentro das tendências do mercado, já que as empresas exportadoras precisam se adequar às normas e padrões estabelecidos; 
  • Ocorre um fortalecimento da marca, tornando uma referência fora do mercado interno.

Desvantagens:

  • O retorno financeiro é mais demorado, pois o começo das empresas exportadoras não é tão satisfatório;
  • É preciso muito cuidado com as mercadorias, pois existem diferenças culturais entre países;
  • Os colaboradores precisam ser fluentes em outras línguas para que isso possa facilitar o relacionamento com o mercado externo;
  • Greves do tipo fiscais podem ser uma grande dor de cabeça para o exportador.

Importação

Vantagens:

  • A parte cambial é mais valorizada a partir do momento que a moeda do importador é mais valorizada que a do exportador;
  • Maior apoio do Governo Federal;
  • Período menor ao que leva para ser produzido o produto ou serviço importado;
  • Custos reduzidos em mão-de-obra e produção.

Desvantagens:

  • Diversos prejuízos com atrasos;
  • Falta de planejamento gera falhas irreparáveis;
  • Prejuízo com a falta de confiança entre os responsáveis pela importação e exportação.

Dá para ver que nem tudo é um mar de rosas, certo? Contudo, muitos são os números apresentados pelas empresas responsáveis pela importação e exportação.

Mas isso é história para o próximo tópico.

Como são feitas as importações e exportações brasileiras?

Ambas as atividades são extremamente importantes para alavancar a economia de um país.

Isso porque elas cuidam das necessidades das pessoas, suprindo deficiências e fazendo com que um país tenha autonomia diante de um produto, serviço ou bem.

Contudo, se relacionamos as atividades à balança comercial do país, é extremamente normal o desejo de querer que ela seja positiva.

Nesse sentido, podemos dizer que a exportação é mais importante que a importação e, mesmo assim, esta última não deve ser descartada dos planos.

Afinal, se não fosse pela importação e exportação, com toda certeza muitas necessidades não seriam atendidas dentro de um país. 

Para a sua empresa, é importante pensar em algumas variantes para definir qual das duas atividades é a melhor. 

Por exemplo, devemos considerar o porte, ramo de atuação e quais os produtos e serviços oferecidos. 

Nas estatísticas de importação e exportação, o Brasil representa a 24ª maior economia exportadora do mundo.

Tendo em mente que no ano de 2016 foram exportados do território nacional cerca de 191 bilhões de dólares, e importados 140 bilhões de dólares.

Enquanto isso, as atividades importadoras no Brasil, em janeiro de 2019 somaram 14,201 bilhões de dólares. De janeiro de 2017 à janeiro de 2018, o saldo foi de 152,753 bilhões de dólares.

Considerando isso, confira a seguir os países para os quais o Brasil mantém atividades de importações e exportações brasileiras.

Exportações: países e produtos

Duas pessoas analisando caixas provenientes de importações ou exportações.

As exportações brasileiras são destinadas principalmente a países como China, Estados Unidos, Argentina, Holanda e Alemanha.

Sobre os principais produtos exportados pelo Brasil, encontramos: soja, açúcar, minério de ferro e óleos de petróleo.

Importações: países e produtos

Quando o assunto são as importações de produtos, incluindo importar da China, podemos citar também países como Estados Unidos, Alemanha, Argentina e Nigéria.

Para os produtos mais importados, como os importados da China, além dos petrolíferos refinados, há peças de veículos, medicamentos embalados, telefones e carros.

Mas afinal, entre a importação e exportação, você deve estar se perguntando: qual das duas atividades vale mais a pena? Descubra no próximo tópico!

O que vale mais a pena: exportação ou importação?

Ao mencionar as duas atividades, a importação e exportação são extremamente importantes para alavancar a economia de um país, mesmo que apresentem desvantagens.

Isso porque elas atendem as necessidades das pessoas, suprindo deficiências e garantindo que o país consiga recursos que não é capaz de produzir. 

Contudo, se relacionamos as atividades à balança comercial do país, é normal o desejo de querer que ela seja positiva.

Nesse sentido, podemos dizer que a exportação é mais importante que a importação e, mesmo assim, esta última não deve ser descartada dos planos.

Afinal, se não fosse por ela,  muitas necessidades não seriam atendidas dentro de um país, tendo em mente que não é possível produzir de tudo! 

Para a sua empresa, é preciso pensar em diversas variantes e assim definir qual das duas atividades é a melhor. Dessa forma é possível definir qual o ramo de atuação mais eficiente, se referindo aos produtos e serviços oferecidos. 

Entendeu o conceito de importação e exportação no Brasil? Então está na hora de você fazer a diferença na economia!

O assunto até poderia ser complexo demais, mas apostamos que depois dessas explicações ficou muito mais fácil entender os conceitos de importação e exportação, certo?

Antes de tudo, começamos por explicar o que é cada uma das atividades, mostrando também as vantagens e desvantagens de cada uma.

Na sequência, apresentamos números referentes à importação e exportação do Brasil. Ou seja, todos os produtos e atividades entre os países, como o ato de importar diversos produtos da China. 

Por fim, fizemos uma análise do que pode valer mais a pena, e para sua empresa a resposta é: analisando as variáveis é possível entender qual a melhor opção para sua empresa.

Sendo assim, agora é com você! Coloque todos esses ensinamentos em prática, expanda seu negócio e faça a diferença na economia! Está pronto?

Bons negócios!

Compartilhe nas redes sociais!

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *