Importar da China: dicas para comprar mais barato

with Nenhum comentário

Importar da China pode ser um bom negócio para diversos tipos de empresas e segmentos. Neste conteúdo você vai aprender tudo o que precisa para importar da forma mais segura e eficiente.

É muito difícil não pensar na China quando o assunto é compras ou importação, afinal, a expressão “negócio da China” não existe à toa. 

Isso porque, grande parte dos produtos encontrados no país, seja em lojas virtuais ou lojas físicas, acabam saindo mais em conta para empreendedores brasileiros. 

Graças a isso, as maiores vantagens de importar produtos ou serviços da China é revendê-los com grande margem de lucro ou ainda baratear seu custo de produção. 

Quer aprender como trazer as mercadorias da China de maneira segura? Então siga este conteúdo agora! 

Antes de mais nada, o que é importação? 

Antes de saber como importar da China, o primeiro passo é compreender o conceito de importação.

Basicamente, essa atividade tem como principal função permitir a entrada de bens ou serviços de outros países em território brasileiro.

Isso porque nosso país normalmente não possui maneiras de produzir os bens ou serviços em questão, ou, pelo menos, não pelo mesmo preço e qualidade. 

Por exemplo, ao permitir a entrada de smartphones da China, significa que o Brasil está importando o produto para atender à demanda de sua população. 

Por que importar da China?

Porto com diversas cargas provenientes de importações e exportações.

Você com certeza já deve ter ouvido muito falar a respeito de comprar produtos da China, não é mesmo? Isso acontece, pois existem muitas dúvidas sobre o mercado desse país e as normas para trazer produtos. 

Isso porque, grande parte das pessoas ainda acreditam na velha história de que a importação da China traz produtos falsificados ou de baixa qualidade.

Mas, há muitos empreendimentos que possuem selo de confiança do mercado no país e é preferência nos mercados estrangeiros. 

Nesse sentido, a maior parte dos especialistas concorda em dizer: importar da China é extremamente válido para quem deseja economia e qualidade. 

Como importar da China? 

Bom, para que você consiga realizar uma boa importação chinesa, é preciso seguir algumas dicas para não cair em ciladas. 

Por isso, veja abaixo o que preparamos para você:

1. Faça a escolha do produto 

A escolha do produto é importantíssima para potencializar as exportações brasileiras, bem como as importações. 

Mesmo que pareça algo óbvio, muitos empreendedores acabam errando na hora de importar bens ou serviços, ganhando de brinde um prejuízo difícil de ser reparado. 

Por isso, fazer um estudo de todo o mercado e comparar produtos desejados é a melhor maneira de saber se você está executando a coisa certa. 

2. Compra direta ou por intermediador?

Essa outra escolha também deve fazer parte da sua lista quando o assunto é importação e exportação da China. 

Ou seja, se você encontrou o produto em um site, leia-o com atenção para então entrar em contato com o fornecedor. Mas isso é história para o próximo tópico. 

3. Escolha um site que forneça para o Brasil 

Essa opção é segura e pode otimizar muito o processo de importar da China. 

No entanto, o que pode provavelmente acontecer é ter as suas compras limitadas, uma vez que grande parte dos produtos ou serviços podem não ser encontrados nesses sites. 

4. Encontre um Drop Shipping

Um homem mexendo no computador tentando importar da china.

O Drop Shipping é um vendedor que normalmente compra produtos da China para posteriormente enviá-los por transportadoras para você. 

Essa figura existe, pois, diversos sites chineses não permitem o envio direto para o Brasil.

5. Confie no vendedor

Você encontrou o seu Drop Shipping? Tem plena confiança nele? Ótimo! 

Então, é necessário estabelecer uma relação saudável para voltar a comprar novos produtos ou serviços da China. 

6. Escolha um meio de pagamento seguro 

Geralmente, muitos sites utilizam o paypal como forma mais segura para realizar pagamento online. 

Ou seja, se você estava na dúvida sobre um site, mas viu que ele aceita a modalidade paypal de pagamento, então pode confiar. 

Isso porque o paypal tem a capacidade de proteger todos os dados dos seus cartões, bem como monitorar adequadamente o envio do produto pela loja. 

Assim, caso você tenha algum prejuízo com a loja virtual, ele será reembolsado rapidamente e com facilidade.

7. Utilize uma loja virtual para a revenda dos produtos

Mesmo que fazer a importação de produtos para uso próprio seja bom, revendê-los pode ser melhor ainda. 

Por isso, você precisa se atentar as valores dos marketplaces, que são grandes shoppings online que concentram diversas lojas para atender a todas as suas demandas. 

A boa notícia que nós, do Soluções Industriais, possuímos o maior marketplace do Brasil, atualmente contando com mais de 50 mil fornecedores. 

Achamos que essa informação é suficiente para você se preocupar com importação e exportação de produtos, não?

8. Prepare-se para a taxação

A taxação existe e pode ser encontrada logo na alfândega. 

No entanto, é algo que você não deve se preocupar tanto, pois os produtos, mesmo estando taxados, custarão menos do que produtos comprados em lojas brasileiras. 

Por via das dúvidas, nós recomendamos que você faça uma simulação de todos os custos de importação e exportação da China para evitar qualquer tipo de taxa inesperada. 

Você está pronto para fazer um “negócio da China”!

Neste conteúdo você aprendeu que fazer uma importação da China não é algo tão difícil e que é possível ter segurança. 

De acordo com o que falamos até agora, ter um vendedor sempre por perto é a melhor alternativa para que as suas compras sejam feitas adequadamente. 

Além do mais, para expandir o seu negócio de maneira efetiva, criar uma loja virtual pode ser uma boa pedida se você quer fazer a revenda dos produtos ou serviços comprados. 

Sendo assim, não deixe para depois: faça a importação da China agora mesmo!

Compartilhe nas redes sociais!

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *