4 inovações em materiais que você deve conhecer

Nós gostamos de falar sobre as inovações em materiais, mas em uma indústria de construtores e fabricantes, nós estamos limitados por uma coisa: para fazer algo tangível, precisamos de materiais. Não estamos acostumados a destacar a base para a construção de novos produtos, não importando o impacto que isso possa ter sobre o mundo.

como-maximizar-os-resultados-da-sua-industria

Continue acompanhando essa artigo para saber mais sobre os seguintes materiais inovadores:

Então, aqui estão as 4 últimas inovações em materiais que podem moldar a forma como construímos o futuro.

1. Microlattice – “O metal mais leve que já existiu”

A empresa de aviões Boeing lançou o “Microlattice”, considerado o metal mais leve que já existiu, composto por 99.99% de ar. O “Microlattice” é uma estrutura em 3D de polímero de células abertas e pode ser comparada com a estrutura de um osso. É um material leve o suficiente para equilibrar em cima de um dente de leão, por exemplo, enquanto que a sua estrutura se torna mais forte.

Sua leveza e resistência deixa o metal com potencial para ser utilizado em aviões e veículos do futuro. É claro que a Boeing está em processo de integrar o metal em suas aeronaves, mas isso pode significar grandes inovações para o equipamento em todas as indústrias ao longo do tempo.

2. “Material mais negro existente”

Faz apenas um ano, mas o registro para o material mais negro da existência foi quebrado. Uma universidade na Arábia Saudita projetou um material de absorção de luz de banda larga feita de um ácido ligado a uma nanoesfera. O novo material é feito de nanobastões ligados a uma nanoesfera.

Este nanomaterial pode, em média, absorver 26% mais luz incidente do que os nanotubos de carbono, que antes eram considerados o material mais negro conhecido e estavam sendo investigados pela Nasa para uso em satélites. E este material também absorve um total de 99% da luz no espectro de 400-1400 nanômetros. O material já é esperado para beneficiar aqueles que trabalham nos segmentos de energia solar, conexões ópticas e veículos furtivos.

3. “Material que pode manipular a luz”

A Harvard John A. Paulson School of Engineering and Applied Sciences (SEAS) (Harvard John A. Paulson Escola de Engenharia e Ciências Aplicadas, em tradução livre) anunciou, recentemente, a criação de um “chip de metamaterial” que apresenta um índice de refração igual a zero, o que significa que a fase de luz pode viajar infinitamente rápido.

Isso permite que a luz possa ser manipulada em nanoescala, que poderia ser uma solução para o “apocalipse da internet” que estava pairando sobre nós este ano, permitindo que as telecomunicações deixem o mundo da fibra óptica. Além disso, as possibilidades se abrem para os engenheiros que procuram agora manipular algo que historicamente tem sido difícil de manipular.

4. MultiFab – “A impressora 3D que imprime 10 materiais de uma só vez”

impressora-3d

Pesquisadores do MIT’s Computer Science and Artificial Intelligence Lab (CSAIL) (Ciência da Computação do MIT e Laboratório de Inteligência Artificial, em tradução livre) criaram uma impressora 3D que é capaz de imprimir um número sem precedentes de 10 materiais diferentes ao mesmo tempo. Para isso, a impressora utiliza técnicas de digitalização 3D que economizam o tempo do usuário, energia e dinheiro.

Os materiais que podem ser impressoras incluem tecidos e elásticos texturizadas, com aplicações previstas em eletrônica de consumo, micro sensoriamento, imagens médicas e telecomunicações. Esta impressora tem uma série de outras características que permitem a impressão mais complexa até à data, tudo combinado com materiais que estavam fora do escopo para impressão 3D.

E você, acha que pode fazer alguma coisa com essas mais recentes inovações em materiais?

Conte para nós colocando nos comentários abaixo.

Aproveite também para compartilhar esse conteúdo com a sua rede de contatos.

Além de conhecer as inovações em materiais, você também pode aprender mais sobre aumentar os resultados da sua indústria.

como-maximizar-os-resultados-da-sua-industria

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *