Como vender no marketplace e qual a melhor estratégia?

//Como vender no marketplace e qual a melhor estratégia?

Por: . Publicado: 13 de maio de 2019 | Atualizado: 24 de junho de 2019.

Os marketplaces são shoppings virtuais onde vários lojistas podem comercializar seus produtos em um único local.

Esse modelo de negócios está ganhando cada vez mais popularidade no Brasil. De 2017 para 2018, houve um crescimento de 90% no número de plataformas marketplace no Brasil, saltando de 7,4 para 14,2 mil, segundo pesquisa da Precifica.

Muito desse crescimento ocorreu devido ao grande número de novos vendedores. Isso porque, 61% do total de lojistas que estão operando nos marketplaces vendem há menos de um ano.

Existem várias vantagens nesse comércio eletrônico, como o alto número de acessos a essas plataformas, maior visibilidade da marca e baixo custo de investimento, se comparado as lojas virtuais próprias.

Devido a grande competição desse mercado, uma dúvida está na cabeça de todos os vendedores: qual a melhor estratégia para vender no marketplace?

Os marketplaces são uma espécie de shoppings virtuais onde diversas empresas montem suas próprias lojas e vendem seus produtos dentro da plataforma.

Essas plataformas têm como suas principais vantagens o ótimo posicionamento das empresas nos buscadores on-line, aumentando a visibilidade da empresa nessas lojas virtuais.

Além disso, os marketplaces contam com um bom tráfego de usuários, aumentando a quantidade de contatos comerciais, e consequentemente vendas.

Com intuito de conhecer e utilizar essas plataformas da melhor forma, conheça 4 dicas para conseguir ter resultados positivos nos marketplaces.

1 – Escolha a melhor plataforma de venda

Antes de vender os seus produtos é preciso escolher o marketplace que é mais adequado para o seu público-alvo e qual deles está em destaque no seu nicho.

No mercado eletrônico dois segmentos se destacam:

  • B2B (Business to Business), venda entre empresas;
  • B2C (Business to Consumer), venda de empresas para consumidores.

Um exemplo de marketplace B2B é o Soluções Industriais, plataforma de venda ligada ao setor da indústria que foca em facilitar o contato das indústrias com seus potenciais clientes.

Já o Mercado Livre é uma empresa especializada em vendas B2C, focada na venda direta para  o cliente final.

De forma geral, no modelo B2C de venda a negociação permite a venda de produtos direcionados ao consumidor final.

Conhecendo o seu público é possível escolher a plataforma que agrega maior valor à sua empresa e que aumente sua visibilidade no mercado.

2 – Conheça as regras de posicionamento de cada marketplace

Se uma empresa decide divulgar seus produtos em um marketplace é interessante saber que cada plataforma tem as suas regras próprias para determinar aquilo que é mais relevante no posicionamento.

O Soluções Industriais, por exemplo, considera importante para o posicionamento dos produtos na sua loja as imagens e um conteúdo de alta qualidade.

Esses fatores são importantes para conseguir atrair um grande número de acessos e orçamentos de contatos comerciais.

Já o Submarino é um marketplace B2C que preza pela o número de unidades à venda, a geolocalização, a reputação do varejista na plataforma, a política de frete adotada pela empresa, o atendimento da empresa e o preço adotado pela empresa.

Além disso, muitas das plataformas marketplaces fazem campanhas de marketing em datas comemorativas ou épocas do ano, como o Dia da indústria, por exemplo.

3 – Tenha sempre contato com o cliente

É muito importante o lojista entrar em contato com seu gerente dentro dos marketplaces sempre que possível.

Pois, com uma comunicação frequente, é possível alinhar estratégias de divulgação que dê resultados para sua empresa.

Para isso, o lojista poderá destacar seus produtos nas redes sociais ou peças de e-mail marketing, enviando esses conteúdos para seus seguidores nas mídias e para uma base enorme de contatos comerciais.

A B2W por exemplo divulga seus produtos dos lojistas em vários mecanismos de busca como Google e outros sites agregadores, como Zoom e Buscapé.

Já o Soluções Industriais faz a divulgação em mais de 60 canais que juntos, somam mais de meio milhão de acessos, sendo a principal empresa do segmento industrial.

4 – Utilize as ferramentas do marketplace

Além de escolher e conhecer as diretrizes do marketplace, é muito importante que o lojista use todas as ferramentas que a plataforma oferece.

Essas ferramentas são usadas para auxiliar o lojista na administração dos seus produtos, facilitando a gestão e o desempenho dos produtos no marketplace.

O Soluções Industriais por exemplo, oferece cotações simultâneas para diversas empresas e relatórios completos de acompanhamento das empresas no portal.

Já as Lojas Americanas faz a integração da gestão no mesmo local, com controle de estoque, emissão da nota fiscal e o gerenciamento das finanças e cadastros.

Seja uma empresa de destaque vendendo em um marketplace!

Neste conteúdo te mostramos 4 dicas para sua empresa vender em marketplaces de forma efetiva.

No texto você aprendeu também a diferença entre marketplace B2B, venda de empresa para empresa e B2C, venda de empresa para consumidor e alguns exemplos de empresas no mercado.

Portanto, sua empresa está pronta para escolher qual plataforma marketplace é a ideal para seu público e melhores vantagens aos clientes para se destacar em relação a concorrência.

O Soluções Industriais é um exemplo de marketplace. Uma plataforma B2B focada no setor industrial que tem como objetivo facilitar o contato das indústriais com seus potenciais clientes. A plataforma tem meio milhão de acessos por mês, sendo a principal do segmento. Para saber mais sobre o Soluções Industriais e como revolucionar suas vendas com esse marketplace, visite o site.

2019-06-24T11:47:48-03:00

Faça um Comentário

Fale com o especialista e aumente suas vendas agora mesmo!

Quero vender mais