5 erros que você comete ao fazer campanhas de remarketing

//5 erros que você comete ao fazer campanhas de remarketing

Por: . Publicado: 15 de fevereiro de 2019 | Atualizado: 26 de fevereiro de 2019.

Você, provavelmente, já cometeu esses erros em suas campanhas de remarketing que afetaram seus resultados. Saibam quais são e como evitá-las!

Saiba quais são as práticas que você deve eliminar na sua campanha de remarketing e coloque o Google Ads para trabalhar a seu favor.

Campanhas de remarketing eficientes podem mudar expressivamente os resultados das suas vendas. Porém, o contrário também é válido: a falta de estratégia com os anúncios pode levar o seu dinheiro direto para o ralo. Por isso, saiba quais as práticas que você deve evitar e como melhorar a sua relação com os anúncios digitais.

Antes, a explicação: o que são campanhas de remarketing?

Você, provavelmente, deve ter passado por esta situação: visitou o site de um produto, se informou e não efetuou a compra. Pouco tempo depois, ao acessar outra página na internet, recebe o anúncio do produto que você acabou de pesquisar. Isso já aconteceu, certo?

É o remarketing – ou retargeting, como especialistas preferem chamar. Trata-se de uma técnica de publicidade que atinge diretamente as pessoas que tiveram algum contato com a marca. Esta é uma estratégia com grande retorno, pois atua na retenção de clientes com potencial de compra elevado.

Atualmente, as duas ferramentas mais interessantes para a criação de campanhas de remarketing são o Google Adwords e o Facebook Ads. As duas plataformas são ótimas para promover a sua empresa na internet, mas podem ser complicadas de administrar sem o devido conhecimento.

Pensando nisso, montamos esse guia com cinco erros que você não deve cometer em suas campanhas de remarketing. E o mais importante: como corrigir e acertar em cheio na sua estratégia de anúncios.

1. Escolher o tipo de anúncio errado

Este é um deslize muito comum no Google AdWords. Isso porque, a plataforma opera dois tipos de anúncios: na Rede de Display e na Rede de Pesquisa.

A primeira opção são aqueles espaços em blogs e sites parceiros do Google com assuntos relacionados ao seu produto. A segunda são os espaços disponíveis nos resultados das buscas por palavras-chave que tem relação com o seu produto.

Para uma campanha de remarketing, o mais eficiente é optar pelos anúncios na Rede de Display. O Facebook Ads e o Instagram Ads utilizam estratégias semelhantes, porém com a veiculação dentro da rede social – no feed de notícias, na barra lateral e nos stories.

2. Não definir a área de abrangência

Se a sua empresa tem atuação local, a campanha de remarketing precisa ser focada na região de cobertura. Você só deve criar um anúncio com abrangência nacional se o foco do seu negócio for o país todo.

Pense assim: você é proprietário de uma padaria em Belo Horizonte, ok? Você vai anunciar o pãozinho em Santa Catarina? Não. Então, faça o recorte geográfico de suas campanhas de remarketing de acordo com a sua área de atuação real.

3. Não segmentar o público-alvo

Você pode – e deve – escolher exatamente o perfil de usuários que vão receber o seu anúncio. E tem um truque bem eficiente: faça campanhas separadas para públicos menores.

Se o seu público tiver uma grande variedade de faixa etária, por exemplo, opte por campanhas de remarketing separadas com direcionamentos específicos para cada grupo de idade.

Use o mesmo macete para comportamentos e foque em usuários de determinada plataforma, em pessoas que acessaram o site da sua empresa e até em consumidores que abandonaram o carrinho sem efetuar a compra.

4. Ignorar as palavras-chave de cauda longa

As palavras-chave específicas e que não figuram entre as expressões mais buscadas têm o seu valor na conversão de clientes. Justamente por serem específicas é que elas atingem diretamente o seu consumidor em potencial, afinal ele pesquisou exatamente o que você oferece.

5. Não analisar os resultados da campanha de remarketing

Você deu o primeiro passo, colocou o anúncio no ar seguindo as dicas que nós demos nesse post. E deixou ele lá, funcionando sozinho. Errado! Acompanhe em tempo real e corrija possíveis falhas durante a veiculação.

Depois, analise os resultados e os pontos a melhorar e a comemorar – porque nós acreditamos que os resultados vão ser bons! Aproveite o relatório completo do Google Ads para identificar as melhores práticas, onde os seus clientes estavam quando vieram para o seu site e o ROI – retorno sobre o investimento nas campanhas de remarketing.

Agora que você já conhece os erros, está pronto para acertar? Se você ficou curioso para implementar uma estratégia eficiente no seu negócio, conte com uma agência especializada em marketing digital para colaborar com a estratégia da sua empresa.

2019-02-26T13:49:42+00:00

Faça um Comentário